segunda-feira, 7 de outubro de 2013

ESCASSEZ DE ÁGUA EM MERUOCA

Leia os artigos abaixo com atenção:


Escassez de água em Meruoca
A situação da falta de água no município de Meruoca tem levado as autoridades a ficarem cada vez mais preocupados com a ausência de chuvas. De acordo com a direção da Cagece, o precioso líquido para a sede do município só dará até o mês de novembro, e depois haverá grande racionamento.
Ao tomarem conhecimento da situação, o legislativo do município, na pessoa de Daltony Trajano entrou em contato com as autoridades, prefeito e gerência da Cagece, realizando audiência pública, visando discutir o problema da falta de água. Ficou acertado que a alternativa seria puxar água do Açude Quebra e cavar dois poços profundos no Açude Frecheiras.


Correndo contra o tempo, a Cagece está trabalhando para tentar evitar o colapso de água, e que os meruoquenses não fiquem sem o precioso líquido.
Fonte: Blog do Marcelo Marques



COLAPSO HÍDRICO EM MERUOCA
A cidade de Meruoca, situada na Serra que leva o mesmo nome, assim como sua vizinha - Alcântaras encontra-se a beira de um colapso hídrico. Na cidade, conhecida regionalmente por sua beleza natural e famosos ponto turísticos o açude que abastece a sede urbana encontra-se em precário estado, ou seja, praticamente seco. Em matéria publicada pelo blog Visão Norte, as imagens do reservatório são assustadoras, diferentemente do Açude Pinga em Alcântaras que ainda possui cerca de 2,5% de sua capacidade hídrica, o Açude Frecheiras de Meruoca está vazio e com apenas uma "grota" que acumula água com alto teor de ferro hidratado ( capa rosa).

Açude Frecheiras (Março de 2012)

A barragem é responsável por 100% do abastecimento urbano de Meruoca, entretanto não tem mais água a ser bombeada. Como alternativa a Cagece e  Prefeitura de Meruoca perfuraram em suas margens poços para captar a água restante no subsolo e encaminhar a ETA (Estação de Tratamento de Água) de Meruoca.
 Na mesma cidade um grande e moderno açude foi construído na última década, entretanto a Barragem Meruoca ( Construído nas mediações do Sitio Sabiá) não abastece ainda a cidade devido a acidez da água oriunda da morte da vegetação que foi inundada e da contaminação por coliformes fecais (fezes). Além disso segundo informações obtidas pela equipe do Portal Jovem para abastecer Meruoca é necessário que a rede de distribuição cruze a CE 440 e para isso é necessário a autorização do DER ( responsável pela rodovia) para que a obra seja realizada.
 Enquanto isso Meruoca vai sendo abastecida por caminhões pipas que trazem água da Cagece de Massapê e por água de um outro açude (prado) que pode garantir água durante os próximos 05 meses.
Fonte: Blog Portal Jovem


Com base na leitura dos dois artigos, deixe um comentário, expressando seu ponto de vista a cerca da situação alarmante da falta de água no município de Meruoca.
Sugestão: Você pode falar sobre o que pode ser feito para amenizar essa situação, sobre o açude, a poluição dos recursos hídricos, o desperdício ou qualquer outro tema que você considerar pertinente.]

IMPORTANTE: Comente com a opção "Anônimo", mas não esqueça de colocar seu nome e a turma a qual pertence.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

A água que você não vê!

Consumimos muita água sem perceber. E o pior disso tudo é que não valorizamos a importância da água para a manutenção da vida na Terra, pois ao desperdiçar-mos água potável estamos contribuindo cada vez mais para sua escassez.
Dentro desse contexto, muitos autores acreditam que em um futuro bem próximo, a humanidade enfrentará novas guerras mundiais; guerras pela água.
Assista o documentário abaixo:



video

É necessário saber economizar a água potável disponível, para que ela não chegue a faltar.
Veja abaixo o quanto consumimos água sem saber, no nosso dia-a-dia.



E você, o que poderia fazer para economizar água? Reflita e aponte duas alternativas para reduzir o desperdício ou poluição da água em Meruoca.
Apresente isso em forma de comentário, abaixo: [Não esqueça de deixar seu nome e sua turma.].

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Sítio arqueológico em Meruoca?

Durante uma aula de geografia, onde falávamos a cerca das rochas e sua importância para a compreensão da idade da terra e dos acontecimentos ocorridos no passado, um de nosso alunos disse que seu pai havia encontrado na região do sítio Palmeiras (Meruoca) um fóssil de um peixe. Questionei o achado ao aluno pelo fato de que geralmente os fósseis são encontrados em regiões onde predominam rochas do tipo sedimentar, e a serra da Meruoca, em quase sua totalidade, é formada por rochas magmáticas e metamórficas.
Porém, o aluno disse que traria a relíquia para a sala, para que pudéssemos ver.
Na semana seguinte, fui surpreendido pela imagem de um peixe fossilizado. Veja a imagem:


Após ser surpreendido com o achado, surgiu a dúvida: seria possível encontrar outros materiais do tipo na serra da Meruoca? Será que existe na Serra da Meruoca um sítio arqueológico? O que você acha disso? Deixe seu comentário!

quarta-feira, 15 de maio de 2013

PROJETO UNO AMBIENTAL

O projeto tem como objetivo estimular, por meio de ações práticas, novos hábitos, atitudes e comportamentos que conduzam o aluno a uma relação de equilíbrio com a natureza, buscando valorizá-la enquanto elemento fundamental para a manutenção da qualidade de vida.

Para isso, serão realizadas diversas atividades, visando propiciar a integração da comunidade escolar. Essas atividades serão realizadas pelos "Patrulheiros Ambientais", um grupo de alunos que serão os protagonistas do projeto, ou seja, farão o projeto acontecer na prática. 

Abaixo a logo marca oficial do projeto UNO AMBIENTAL [Um novo olhar: pequenas ações para a construção de um ambiente sustentável]. 



Professores integrados:
Edson Costa (Coordenador do projeto)
Arivelton Alcantara